02/09/2018 às 23h28min - Atualizada em 02/09/2018 às 23h28min

Incêndio devora o Museu Nacional do Rio, um dos mais antigos do país

Um incêndio de grandes proporções destrói neste domingo (2) o Museu Nacional do Rio de Janeiro, um dos mais antigos do Brasil, sem o registro de vítimas neste momento.

O incêndio começou por volta das 19h30, por razões ainda desconhecidas, quando já havia fechado ao público.

Imagens aéreas transmitidas pela televisão mostravam o majestoso edifício, localizado na Quinta da Boa Vista, sendo devorado pelas chamas, sem que a ação dos bombeiros fosse capaz de combatê-las.

Fundado em 1818 e criado por D. João VI, o Museu Nacional é um dos mais antigos e importantes do país, com um acervo de mais de 20 milhões de valiosas peças.

Desde 1946, o Museu Nacional está vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro e tem um perfil acadêmico e científico.

"Incalculável para o Brasil a perda do acervo do Museu Nacional. Hoje é um dia trágico para a museologia de nosso país. Foram perdidos duzentos anos de trabalho, pesquisa e conhecimento. O valor para nossa história não se pode mensurar, pelos danos ao prédio que abrigou a família real durante o Império. É um dia triste para todos brasileiros", declarou, em comunicado à imprensa, o presidente Michel Temer.

O Museu Nacional possuía em seu acervo uma coleção egípcia e outra de arte e artefatos greco-romanos, bem como coleções de paleontologia, incluindo um esqueleto de um dinossauro encontrado em Minas Gerais e o mais antigo fóssil humano descoberto no atual território brasileiro, batizado "Luzia".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ibatibaonline.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp