01/12/2021 às 22h26min - Atualizada em 02/12/2021 às 02h00min

Copa Verde: Paysandu e Remo empatam em clássico de tempos distintos

Papão domina 1º tempo, abre 2 a 0 e vê Leão Azul igualar na volta do intervalo. Duelo de volta do confronto pelas semifinais será neste sábado (4), às 16h (de Brasília).

Radio Agência


Tudo igual na 761ª edição do Re-Pa, clássico mais vezes disputado no futebol mundial. Nesta quarta-feira (1), Papão e Leão Azul empataram por 2 a 2 na Curuzu, em Belém, na partida de ida do confronto pelas semifinais da Copa Verde. O jogo de volta será neste sábado (4), às 17h (horário de Brasília), no Baenão, também na capital do Pará. A decisão da vaga à final será nos pênaltis em caso de nova igualdade.

 

O ganhador terá pela frente quem se classificar no confronto entre Vila Nova e Nova Mutum, que fazem o segundo jogo nesta quinta-feira (2), às 16h, no estádio Valdir Doilho Wons, em Nova Mutum (MT). No duelo de ida, há uma semana, os goianos venceram por 3 a 0 no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.

 

O duelo reuniu rivais que vivem momentos de reformulação. Recém-rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro, o Remo tem seis jogadores com vínculo até 2022, sendo que, dentre eles, apenas o goleiro Vinícius foi titular no clássico. O zagueiro Kevem, o meia Tiago Miranda e os atacantes Tiago Mafra e Ronald iniciaram o duelo no banco, enquanto o meia Lucas Siqueira, com uma luxação no ombro, não foi relacionado.

 

Já o Paysandu, que não atuava há três semanas, acertou aditivos contratuais com parte do elenco da Série C para seguirem no grupo até o fim da Copa Verde. Entre os que deixaram a Curuzu, destaque ao volante Perema, que defendeu o Papão nas últimas cinco temporadas.

 

Mais inteiro, o Papão tomou a iniciativa nos primeiros minutos e só não abriu o placar aos três minutos porque Vinícius fechou o ângulo do atacante Laércio, dentro da área, após os anfitriões tomarem a bola no campo de ataque. Aos 13, Jhonnathan encarou a marcação pela direita, na ponta da área, e cruzou para o também meia José Aldo, às costas do lateral Wellington Silva, concluir para as redes e colocar o time da casa à frente.

 

O Paysandu não diminuiu o ritmo e explodiu a torcida na Curuzu novamente aos 26 minutos. Vinicius e o zagueiro Fredson subiram juntos, atabalhoados, para afastar uma bola erguida na área pelo lateral Leandro Silva, pela direita. Na sobra, o atacante Danrlei bateu, de fora da área, e Laércio, de letra, desviou para o gol.

 

O cenário se inverteu na volta do intervalo, com o Remo ligado e o Paysandu em ritmo lento. Aos três minutos, o atacante Neto Pessoa aproveitou o cruzamento pela esquerda do lateral Igor Fernandes, escapou do zagueiro Victor Sallinas e mandou para as redes, descontando para o Leão. Cinco minutos depois, Neto Pessoa foi derrubado pelo zagueiro Yan na área. O próprio camisa 9 cobrou e igualou o placar.

 

O empate deixou a partida mais tensa e truncada. Aos 24 minutos, após uma disputa de bola no meio-campo entre Jhonnathan e Anderson Uchoa, o volante do Remo agrediu o meia do Paysandu e foi expulso. A equipe bicolor se lançou ao ataque para retomar a vantagem, sem sucesso. Na melhor chance, aos 40, o meia Alan Calbergue arriscou da entrada da área e obrigou Vinícius a uma bela defesa de mão trocada.

 

O campeão da Copa Verde ganha vaga na terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem. Em 2021, a presença neste estágio da competição nacional já garantia uma premiação de R$ 1,5 milhão. Os valores referentes à edição de 2022 ainda não foram anunciados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ibatibaonline.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp