16/12/2019 às 18h03min - Atualizada em 16/12/2019 às 18h03min

Da balbúrdia floresce esperança

É evidente o progresso científico no atual cenário brasileiro. Contudo, sofre, constantemente, pressões devido aos cortes de verbas que lhes deixam suscetível ao sistema.

Em um relato, Vamberto Castro, vítima do câncer, que por meio de teste médicos conseguiu regredir seu caso clínico, consideravelmente. Na USP, Universidade Federal de São Paulo, profissionais apropriam-se de tratamentos externos e desenvolvem abordagens próprias para proporcionar a opção de sobrevivência a um paciente, vítima do câncer, sendo tais intervenções realizadas por meio de teste experimentais autorizados pelo mesmo.

É evidente o progresso científico no atual cenário brasileiro. Contudo, sofre, constantemente, pressões devido aos cortes de verbas que lhes deixam suscetível ao sistema. Dessa forma, uma possível descoberta como essa mostra a importância do ensino e da pesquisa como forma de dissolver problemas existentes na sociedade. Após admitirem um paciente com linfoma, ou seja, câncer no sistema imunológico, os médicos anunciam a lamentável situação ao portador e aos familiares.

Com muito medo de perder sua vida Vamberto Castro se voluntaria a testes e estudos. “Cheguei a ter medo de morrer, mas em nenhum momento esse medo foi maior do que minha vontade de viver”, disse Vamberto Castro a uma entrevista feita ao Fantástico. Assim, percebemos que entre passar seus últimos meses na angústia ele decidiu lutar e esta luta contou com uma equipe multiprofissional que lhes forneceu o tão esperado resultado. Um conjunto de especialistas decidiu estudar melhor o caso procurando entendê-lo a fim de tentarem resolvê-lo sabendo, mesmo assim, quão difícil seria.

Os pesquisadores da USP, juntamente, à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pelo Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) optaram por um método divulgado e utilizado por países desenvolvidos, o CART-cell, implementando etapas, meios e formas mais eficazes a ele. Ao prepararem as amostras da pesquisa, cujo princípio baseia-se na inoculação de agentes etiológicos atenuados, injetaram-nas no paciente.

Por 20 dias ele permaneceu em observação a fim de manter o controle de seus sinais vitais, evitar descompensações, avaliarem precisamente reações dele aos compostos, entre outros aspectos. Paulatinamente, foram sendo perceptíveis evoluções de seu quadro clínico como a restituição de sua mobilidade que estava comprometido devido à ampla dispersão das células cancerosas, redução de dores, aumento do apetite e, majoritariamente, melhorias expressivas no sistema imune. Assim que viram os últimos exames declararam alta, pois as metástases diminuíram e estavam sendo controladas perante a eficiência da transfusão de linfócitos.

Portanto, vê-se que este resultado ocorreu devido à pesquisa. No entanto o governo com os contingenciamentos está colocando em xeque essa área. Percebe-se que ao invés de restringir devem investir na pesquisa, ciência e tecnologia, porque além dos inúmeros benefícios proporciona um ensino de qualidade e quem sabe novas descobertas. Claramente, observa-se o potencial do Brasil, porém ainda mais visível é sua negligência em detrimento ao ensino, sendo que este é o maior responsável por toda circulação monetária, social e cultural da nação. Graças à ciência uma vida foi salva! POR ADALMARIO FREITAS, ANA LAURA BERBERT, DANIELLY MENDES, COM SUPERVISÃO DE POLIANA

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ibatibaonline.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp